Curiosidades sobre a Primeira Guerra Mundial

1. No início de 1917, antes dos EUA entrar definitivamente na guerra, a Inglaterra tinha em mãos um documento alemão, que foi enviado ao México e interceptado. Esse documento, denominado “telegrama Zimmerman”, pedia que o país latino-americano invadisse os Estados Unidos. A Inglaterra, em vez de mostrar imediatamente ao seu aliado, resolveu guardar a mensagem para usá-la na hora certa e conseguir o apoio dos EUA no final da guerra.

O telegrama Zimmerman foi enviado codificado ao México

2. A maior baixa de homens em um único dia durante a Primeira Guerra Mundial ficou a cargo da Inglaterra que, durante a batalha de Somme, perdeu 60 mil soldados. Esse número excedeu a todas as perdas americanas durante a guerra.

3. A Primeira Guerra Mundial foi um dos eventos mais caros da história, tendo custado mais de 100 bilhões de dólares, fora o valor em vidas humanas perdidas.

4. Os EUA ainda viviam uma grande onda racista em seu país; mas, mesmo assim, uma divisão chamada Fighters Harlem, que tinha apenas negros em suas linhas, foi para a guerra. Os atos de bravura e coragem desse grupo chamou a atenção dos Aliados. A França deu a eles a Croix de Guerre, uma condecoração dada a soldados estrangeiros; mas, nos EUA, esse pelotão foi totalmente ignorado pelo fato de serem negros.

Fighters Harlem

5. Muitos americanos queriam, de todas as maneiras, que seu país entrasse na guerra. Porém, o EUA só fez sua entrada no conflito muito tempo depois. Isso gerou um grande número de alistamentos americanos na França e Inglaterra. Essa legião estrangeira ficou famosa, principalmente a Esquadrilha Lafayette, um grupo de pilotos americanos que lutaram pela França. Eles tornaram-se um dos principais esquadrões aéreos de toda a guerra, vencendo centenas de batalhas para os Aliados.

Fontes: 

http://minilua.com/incriveis-fatos-primeira-guerra-mundial-1/

http://minilua.com/incriveis-fatos-primeira-guerra-mundial-2/

Imagens: 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Telegrama_Zimmermann

http://en.wikipedia.org/wiki/369th_Infantry_Regiment_(United_States)

Anúncios

7 vestígios deixados pela Primeira Guerra Mundial

A Grande Guerra começou em 1914 e durou até 1918, ou seja, foram quatro anos de muito pânico, terror e devastação em massa de muitas pessoas no continente europeu. No entanto, mesmo um século após o seu fim, diversos territórios ainda nos mostram os vestígios deixados pelas destruições e explosões de bombas. 

O fotógrafo irlandês Michael St. Maur Sheil documentou esse triste legado que a violência deixou para as paisagens em diversos lugares. Confira algumas dessas imagens abaixo.

1. Ofensiva do Somme (França)

Foi travada entre julho a novembro de 1916, sendo considerada uma das maiores batalhas da Primeira Guerra Mundial. Resultado: mais de um milhão de mortos e feridos.

Smithsonian

2. Batalha de Messines (Bélgica)

Consistiu em uma ofensiva (7 a 14 de junho de 1917) coordenada pelo Segundo Exército britânico na região belga de Flandres Ocidental. Resultado: 10 mil homens mortos devido a explosões de bombas.

3. Território rural na França

Mesmo depois de passados 100 anos da Grande Guerra, ainda é possível ver os gigantes buracos deixados pelas bombas. 

4. Cratera em Somme (França)

Esse enorme buraco foi formado depois da explosão de uma mina poderosa, detonada durante a Batalha de Somme. Sua profundidade é de 70 pés.

5. Vila Butte de Vaquois (França)

Esse lugar era repleto de montanhas, mas foi completamente engolido depois de algumas detonações de minas na região.

6. Primeira Batalha de Isonzo (Itália)

Foi travada entre a Itália e a Áustria-Hungria, entre 23 de junho a 7 de julho de 1915. O rio Isonzo — Soca (em língua eslovena) — é um rio de 140 km que corre através do oeste da Eslovênia e nordeste de Itália. Embora os italianos se aproveitassem de uma superioridade numérica de dois para um, sua ofensiva falhou nessa missão.

7. Campanha de Galípoli (Turquia)

Conhecida também como Batalha dos Dardanelos, essa disputa ocorreu de 25 de abril de 1915 a 9 de janeiro de 1916, na península de Galípoli, Turquia — foi uma das campanhas mais trágicas da Grande Guerra, diga-se de passagem. Na foto, estão os destroços do ilustre castelo Sedd el Bahr Kale.

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/guerras/44408-7-cicatrizes-primeira-guerra-mundial.htm