Gandhi: o homem que pregava a “não violência”

Mohandas Karamchand Gandhi, conhecido popularmente por Mahatma Gandhi, foi o líder pacifista indiano e principal personalidade da independência da Índia. Nascido no dia 2 de outubro de 1869, pertencia a casta dos comerciantes, e ainda muito jovem foi estudar direito na Inglaterra.

“Vencer por meios que não acredito me trazem resultados que não preciso”                         Mahatma Gandhi

Gandhi venceu seus inimigos sem pegar em armas e nessa luta de poder sua tática era abaixá-los… Abrir a guarda, independente da atitude e maldade de seus adversários. Inclusive, tirou o Império Britânico de solo indiano, conquistando a independência, apenas não-revidando. Não foi assim tão fácil para ele e para os seus seguidores, para alcançar seus objetivos Gandhi passou por diversas barreiras; foi preso inúmeras vezes, mas isso não vez com que ele desistisse.

A sua forma não-violenta de protesto, foi uma das maiores contribuições para a humanidade. Ele dizia que podiam lhe infligir dor, humilhação, atacar sua dignidade, tolher seus direitos, até podar-lhe a vida, mas jamais tirariam dele o poder de escolha. De escolher servir ou não servir. Uma das principais formas de protesto foi o principio da desobediência civil. Nele, Gandhi desrespeitava as leis que julgasse injustas, independente das consequências. Uma das maiores mobilizações foi a defesa da liberdade para obter o sal – algo só permitido aos ingleses – e pedido ao  país que não mais comprasse roupas vindas das tecelagens inglesas, porque estava matando os camponeses locais de fome.

Sua luta não foi em vão. Gandhi conseguiu a independência da Índia, mas para isso, o território foi dividido em dois países: Índia e Paquistão. O primeiro predominantemente hindu e o segundo de maioria muçulmana.

A pós-independência foi cheia de conflitos, como destruição e mortes, que só se acalmaram com as mobilizações de Gandhi. 

Neste vídeo Gandhi fala sobre o processo de independência da Índia e o resultado de suas mobilizações em relação a Inglaterra. 

“A não-violência e a covardia não combinam. Posso imaginar um homem armado até os dentes que no fundo é um covarde. A posse de armas insinua um elemento de medo, se não mesmo de covardia. Mas a verdadeira não-violência é uma impossibilidade sem a posse de um destemor inflexível”                                                                 Mahatma Gandhi

Com a aceitação da divisão do país, Gandhi atraiu o ódio dos nacionalistas. Um ano após conquistar a independência, foi assassinado por um hindu rebelde e suas cinzas foram jogadas no Rio Ganges, local sagrado para os hindus.

Fontes: 

http://www.e-biografias.net/mahatma_ghandi/

http://cronicasdobeto.com.br/satyagraha/

http://frases.art.br/mahatma-gandhi/page:2

Imagens:

http://cronicasdobeto.com.br/wp-content/uploads/2014/04/mahatma-gandhi.jpg

 http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/eb/Mahatma_Gandhi_laughing.jpeg

Anúncios