Você sabia?

1. Getúlio Vargas era formado em Direito, ou seja, além de político era também advogado.

2. Antes de chegar à presidência, ele foi ministro da Fazenda de Washington Luís, presidente que o depôs e o mandou para o exílio.

3. Em 1936, Getúlio entregou a alemã Olga Benário, mulher do líder comunista Luís Carlos Prestes, ao governo de Hitler. Judia e comunista, Olga morreu na câmara de gás de um campo de concentração, em 1942.

4. Getúlio Vargas era chamado de Pai dos Pobres, por ter regulamentado uma série de leis trabalhistas.

5. Vargas criou a  Justiça do Trabalho (1939), instituiu o salário mínimo, a Consolidação das Leis do Trabalho, também conhecida por CLT, direitos trabalhistas (carteira profissional, semana de trabalho de 48 horas e as férias remuneradas)

6. Investiu muito na área de infraestrutura, criando a Companhia Siderúrgica Nacional (1940), a Vale do Rio Doce (1942), e a Hidrelétrica do Vale do São Francisco (1945).

7. Criou a campanha do “Petróleo é Nosso” que resultaria na criação da Petrobrás. 

8. Foi um presidente marcado pelo investimento no Brasil, pois além de criar obras de infraestrutura e desenvolver o parque industrial brasileiro, tomou medidas favoráveis aos trabalhadores.

9. Suicidou-se em 24 de agosto de 1954, com um tiro no coração, em seu quarto, no Palácio do Catete, na cidade do Rio de Janeiro, então capital federal. Até hoje o suicídio de Vargas gera polêmicas. O que sabemos é que seus últimos dias de governo foram marcados por forte pressão política por parte da imprensa e dos militares. A situação econômica do país não era positiva, o que gerava muito descontentamento entre a população.

10. Deixou uma carta testamento com uma frase que entrou para a história: “Deixo a vida para entrar na História”. 

Fontes: http://guiadoscuriosos.com.br/categorias/2604/1/getulio-vargas.html

http://www.suapesquisa.com/vargas/

Imagem: http://www.rodrigosenna.com.br/videos.php?id=30

Pacote de sugestões: livros, filmes e artigos

O período (ou períodos) em que se desenrolou o governo de Vargas foi tão complexo e extenso que fica difícil compreendê-lo baseado apenas em um relato. E é por isso que trazemos várias formas diferentes de narrar alguns pedaços dessa era. Faça bom proveito!

LIVROS

Livro: Trilogia Getúlio

Autor: Lira Neto

Lira Neto fala de forma precisa e envolvente da vida e carreira política de Getúlio Vargas, dividida em três partes (cada qual um livro). A primeira (1982-1930) fala da formação política de Getúlio até o momento em que chega ao poder. A segunda (1930-1945) fala dos três governos ministrados por Getúlio, o provisório (30-34), o constitucional (34-37) e, por fim, o ditatorial (37-45). Por fim, a última parte (1945-1954) fala dos acontecimentos pessoais e políticos mais importantes dos anos finais do ex-presidente, culminando ao suicídio.

Resenha baseada na sinopse dos três livros na Livraria Cultura: 

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=29783876

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=42131614

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=42273574

Livro: O homem que matou Getúlio Vargas

Autor: Jô Soares

Fugindo dos padrões dos livros que tratam desse período, este livro não é uma biografia, tampouco um relato histórico. Pelo menos não diretamente. É na verdade uma biografia fictícia de um assassino profissional, que parece estar sempre envolvido com os principais eventos políticos desse período, inclusive a Segunda Guerra. É pertinente adicioná-lo a essa lista já que ele trata, de forma divertida e aberta, de muitos eventos da primeira metade do século XX, e não só da Era Vargas.

FILMES

Filme: Getúlio

Ano: 2014

O filme retrata os últimos momentos de Getúlio (Tony Ramos), pressionado por uma grande crise política e acusações da oposição. O filme mostra não só as contradições de sua carreira política como também sua vida pessoal.

Filme: Retrato do velho

Ano: 1950

Esse vídeo mostra o jingle da campanha presidencial de Getúlio, em 1950. Ficou tão conhecido que virou marchinha de carnaval da época, e é usado recorrentemente em muitos vestibulares pelo Brasil. A marcha, conforme dito em vários artigos, ironizava a derrota da oposição do getulismo.

ARTIGOS

O zelador mais importante do Brasil (sic):
http://super.abril.com.br/cotidiano/zelador-mais-importante-brasil-447709.shtml

11 pessoas célebres e suas famosas últimas palavras:
http://super.abril.com.br/blogs/superlistas/11-pessoas-celebres-e-suas-famosas-ultimas-palavras/

Sugestão de filme

Como dica da semana trazemos o filme brasileiro Olga, que ilustra temas como a Segunda Guerra Mundial, o Nazismo, o comunismo e a Era Vargas.

Filme: Olga

Ano: 2004

País: Brasil

Berlim, início do século XX. Olga Benário (Camila Morgado) é uma jovem judia alemã. Militante comunista, é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde recebe treinamento militar e é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler) de volta ao Brasil. Na viagem, enquanto planejam a Intentona Comunista contra o presidente Getúlio Vargas, os dois acabam apaixonando-se. Parceiros na vida e na política, Olga e Prestes terão de lutar pelo amor, pelo comunismo e, principalmente, pela sobrevivência.