O segundo maior trauma do Brasil em Copas

Depois da derrota para o Uruguai na final de 1950, que ficou conhecida como “Maracanazo”, o outro grande trauma do Brasil em Copas do Mundo veio em 1982, quando foi eliminado pela Itália num dia que entrou para a história como a “Tragédia do Sarriá”.

Aquela tarde do dia 5 de julho de 1982 se transformou em um momento trágico da história do futebol brasileiro. No Estádio Sarriá, em Barcelona, o centroavante italiano Paolo Rossi marcou três gols e acabou com o sonho de uma das mais brilhantes equipes já formadas. Na Espanha, o futebol-arte daquele time do Brasil sucumbiu ao jogo eficiente e organizado taticamente da Itália.

Naquela Copa, o técnico Telê Santana montou uma equipe dos sonhos, juntando craques como Toninho Cerezo, Júnior, Falcão, Sócrates e Zico – uma geração que, apesar de brilhante, ficou marcada por não ter conquistado o título mundial. O mais curioso é que a Itália do técnico Enzo Bearzot, até aquele dia, vinha fazendo uma campanha bem discreta na competição, com três empates na primeira fase.

O Brasil, por sua vez, só acumulou vitórias nas três primeiras rodadas, contra União Soviética (2×1), Escócia (4×1) e Nova Zelândia (4×0). Na segunda fase, brasileiros e italianos caíram no mesmo grupo. Ambos venceram a Argentina e foram para o confronto direto para ver quem ia à semifinal. Mas a Itália surpreendeu ganhando de 3×2.

A vantagem do empate era brasileira naquele jogo. Mas Paolo Rossi, que até então não tinha feito gols na Copa, fez três e garantiu a vitória italiana – ele terminaria a competição com seis, como artilheiro isolado. Do outro lado, o Brasil ainda marcou com Sócrates e Falcão, mas não conseguiu evitar a triste derrota, que eliminou um time que encantava a todos.

image

Com três gols assinalados, Paolo Rossi foi o grande “carrasco verde e amarelo”

Depois de surpreender o Brasil, a Itália venceu a semifinal contra a Polônia por 2×0, com mais dois gols de Paolo Rossi. E, na sequência, ganhou também a final diante da Alemanha Ocidental por 3×1 – Paolo Rossi, Tardelli e Altobelli garantiram o placar no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri. Era o tricampeonato italiano, após 1934 e 1938.

Fonte: FolhaPE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s